Pico da Neblina

No ultimo domingo (15/09/2009) o Jornal Diário do Amazonas, traz em seu caderno Boa Viagem a dica para visitar a bela cidade de São Gabriel da Cachoeira e para os aventureiros a dica é uma visita ao Pico da Neblina.

Problema é chegar até o pico, quando se procura algo na internet, encontramos relatos de 1998 a 2000 de diversas excursões ao Pico da Neblina, essas sempre auxiliadas pelo posto do IBAMA na cidade, lembrando que o mesmo foi desativado a alguns anos.

Na reportagem recente a instrução é solicitar autorização na Funai, em São Gabriel mesmo ou Manaus.

Guias especializados não existem, em relatos de aventureiros os citados sempre são Deco e Branco, que devem estar na cidade, porém sem divulgação de seu trabalho. Acredito que investimentos nesse seguimento seria uma boa alternativa de fonte de renda para a cidade.

Segue abaixo, trecho de experiência vivida por um aventureiro.

O corpo minando água, exposto a umidade implacável pedia o fim da caminhada, era a hora tão esperada de entrar no barco e deixar para trás os dias de luta curtindo o sabor da conquista, no entanto algo estava errado, um homem de baixa estatura e traços fortes anuncia que algo não está bem. Com gestos nada amistosos ordena que desçam remando, visto que o motor da canoa já não estava mais ali, até o rio Cauaburís, alguns metros abaixo. Marcelo, entre olhares confusos, prevê o problema. Cercados por cerca de 60 índios em canoas e por terra, armados de arco e flechas e espingardas o grupo é coagido. Pede-se que coloquem todos os equipamentos e provisões em outro barco. Atônitos e silenciosos, todos obedecem as exigências sob o olhar hostil de seus anfitriões. As ordens são claras e as armas servem para dissuadir qualquer idéia de fuga. Os índios descem rapidamente, impulsionados pelos motores, as corredeiras do Cauaburís, carregando as mochilas e todos os mantimentos da equipe, outros somem por trilhas e labirintos cortando a mata. Resta ao grupo remar, sem nenhuma comida, as águas traiçoeiras do rio até chegar a aldeia onde a liderança indígena ainda decidiria o futuro de todos.

Relato de André Dib – Trilhas e Aventuras

Devemos sim proteger o que pertence a cidade de São Gabriel, porém a sua natureza deve ser compartilhada e sua vocação para o turismo ecológico não deve ser ignorado.

Na Trilha do Pico Foto: André Dib

Na Trilha do Pico Foto: André Dib

Pico da Neblina

Pico da Neblina

O alvo

O alvo Foto: André Dib

no topo Fonte: amontanha.com.br

no topo Fonte: amontanha.com.br

O Parque Nacional do Pico da Neblina abriga o maior pico brasileiro, o Pico da Neblina, com 2993,78 metros de altitude (medição revista por satélite/GPS pelo IBGE em 2004). No Parque está situado também o segundo maior pico do Brasil, o Pico 31 de Março, com 2.972 metros. O Parque está localizado próximo à fronteira com a Venezuela, no município de São Gabriel da Cachoeira, no norte do estado do Amazonas, Brasil. Possui uma área de 2.260.344,00 (ha). O perímetro do parque é de 1.040.602,768 metros. É administrado pelo IBAMA.

Info:
http://www.enigma.tur.br/comofoipico.htm

http://www.trilhaseaventuras.com.br/diarioviagem/viagem.asp?id=400&id_colunista=42

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

7 Comentários

  1. maria helena passos

     /  novembro 23, 2009

    O IBama não administra mais parques nacionais, e sim o ICMBio desde junho de 2007. Você sabe me dizer se o parque está aberto a visitação pelo governo federal? Ou se quem visita o Pico, simplesmente vai entrando, quando consegue e nem sabe que ali é um parque? Estou tentando obter essaa informação formal, mas ninguém me dá. Comovocê se refere a um jornal da região, talvez tenha o contacto deles para que eu possa saber ou mesmo, você próprio saiba.
    Maria Helena

    Responder
  2. LUCIO ANIZIO MARQUEZ DE MELLO

     /  dezembro 13, 2009

    BOA NOITE!

    ZOU EZTUDANTE DE GEOGRAFIA E UMA DAZ INTRIGAZ NO NOZZO MEIO ACADÊMICO É. EZIZTE MONTANHA NO BRAZIL?
    COM EZZA AVENTTURA DE VCZ ZUBIR NO PICO DA NEBLINA TROUZE A TONA A GRANDE DUVIDA. POR FAVOR DEFINA EZZA QUETÃO. FORTE ABRAÇO, EZPERO BREVEMENTE ZUA REZPOZTA.

    Responder
  3. Junior

     /  fevereiro 22, 2010

    A visitação pública no PARQUE está proibida pelo Ministério Público e o ICMBIO está administrando com escritório na cidade de São Gabriel da Cachoeira.

    Responder
  4. Adriano

     /  abril 18, 2010

    O Livro “Expedição ao pico da Neblina”, da Editora FTD, conta como o Tenente da Polícia Militar de SP Eduardo Agostinho Arruda Augusto fêz para chegar ao Pico da Neblina em 1988, enfrentado todo tipo de empecilhos, inclusive os burocráticos, devido aos garimpos clandestinos que existem na região que são protegidos pelos índios e no fim se não fosse pela ajuda dos próprios índios e garimpeiros não chegaria ao seu objetivo.

    Responder
  5. Deve ser o máximo!

    Responder
  6. Eu, seis amigos e mais um grupo que contratamos em São Gabriel subimos o Neblina em 2009. Foram 8 meses de planejamento e preparação. Sem dúvida, uma das maiores aventuras de nossas vidas. Há muitas verdades e mentiras na internet sobre este treking, considerado um dos mais difíceis do Brasil. Para quem quiser ir, só há um caminho: muita obstinação e muito planejamento, como fizemos. Se possível, veja nosso video em http://www.youtube.com/watch?v=WcGNM21uT2M e, se quiser ajuda com informações, me escrevam:
    http://valdineicosta.blogspot.com/
    Valeu!
    Valdinei Costa

    Responder
  7. Estivemos no pico da Neblina no dia 28 de dezembro de 1988 (sou o então “2º Ten PM Eduardo Augusto” que foi citado pelo Adriano mais acima) e relatei toda a nossa experiência em um livro (Expedição ao Pico da Neblina), que foi publicado em 1993 pela Editora FTD.
    Quem estiver interessado em sua leitura (120 páginas com várias fotos), poderá fazer o download GRATUITAMENTE em minha página do Scribd (link abaixo).
    http://pt.scribd.com/doc/31140920/Expedicao-ao-Pico-da-Neblina-Eduardo-Augusto
    Quanto à observação de Paula Quintão “pgquintao” (2 comentários acima), respondo: “Realmente é o máximo! uma experiência incrível!!”

    Um grande abraço a todos.
    Eduardo Augusto
    http://eduardoaugusto-irib.blogspot.com.br/

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: